Os comentários a este blogue serão moderados pelo autor, reservando-se o mesmo a não reproduzir aqueles que pelo seu teor sejam considerados ofensivos ou contenham linguagem grosseira.

sábado, 26 de julho de 2008

E já agora... não se pode despedi-los?

CADA VEZ mais em bicos de pés e com uma mal disfarçada ânsia de surgir em tudo o que é televisão, rádio e jornal, o ministro Manuel Pinho saiu-se este fim-de-semana com uma das suas já habituais "máximas" que, não fosse o desastroso estado em que ele e os seus colegas nos conduziram,até daria para a galhofa. É que o inefável Pinho resolveu comparar este governo a "uma direcção comercial de luxo" de uma empresa. A ser assim, nada impede que os accionistas (ou seja, nós todos) os possam despedir, n'é? Por incompetência, é claro!

2 comentários:

horta seca disse...

O grande problema do Pinho é levar-se demasiado a sério. Ele acredita nas baboseiras que diz, pavoneia-se e encanta-se consigo próprio. É o verdadeiro e típico portuguesinho deslumbrado com ele próprio. Coitados de nós...

j. ricardo disse...

uma piroseira do sr. pinho. merecia mais atenção por parte da imprensa e dos líders da oposição.
um abraço,
j. ricardo