Os comentários a este blogue serão moderados pelo autor, reservando-se o mesmo a não reproduzir aqueles que pelo seu teor sejam considerados ofensivos ou contenham linguagem grosseira.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Isto há cada coincidência...


QUASE EM simultâneo com o anunciado regresso de Jorge Coelho à vida política activa, eis que, sem que nada o fizesse prever, José Sócrates ressurge como comentador político da RTP. É uma claríssima resposta de quem sentiu ameaçado o espaço da sua (ainda influente e vasta) facção dentro do Partido Socialista e a quem a volta de Coelho incomodou e levantou "fortes suspeitas". E se quiserem uma  excelente manobra política de quem, no PSD ou no governo, foi "pai" ou "padrinho" desta ideia, contribuindo assim para criar (ou acentuar) um ambiente de maior crispação interna no seio dos socialistas. Além de contribuir para (re)lembrar à opinião pública a existência de um até agora "escondido" Sócrates. com tudo o que isso implica - basta ver as redes sociais hoje ... Essa é que é essa!

3 comentários:

miguel vaz serra....... disse...

Amigo ZPF
Tenho a certeza de que vai sair o tiro pela culatra.
Aliás, todos os tiros que o PSD tem dado desde a eleição de Coelho para Líder do Partido têm saído por todos os lados menos para onde devem como se os atiradores nunca tivessem "pegado numa arma".
Mais. Lembro-me muito bem do debate Manuela,Pedro,Pedro, na altura em que ganhou Manuela,em que Santana Lopes chamou a atenção do perigo de um futuro PM que não tivesse experiência nem de Presidente de Freguesia.
A freguesia era outra e as bases, muito básicas diga-se de passagem, não o ouviram.
A loucura é tal que Coelho não tem apoio nem de quem o lá meteu. Vejamos. Ângelo Correia já disse numa entrevista que não apoia o rumo deste Governo e Miguel Relvas numa se demitiu mesmo sabendo que denegria a imagem do PM já tão fragilizado. Ou seja, não "foi amigo".
Podia ser um pouco mais inteligente, saía e continuava nos bastidores, mais importantes que a luz da ribalta, e eu sei muito bem o que é isso.
Trabalha-se muito melhor sem holofotes.
Continuava a "ajudar" o amigo.
Mas isso é para gente que sabe o seu lugar.
Resultado, vão sair todos agora com o rabo entre as pernas como cães abandonados se é que o PM não tem que fazer o mesmo.
Paulo Portas já avisou. Se o T.C. chumbar as ilegalidades pretendidas pelo Governo, vão rolar cabeças. Aponto desde logo para o incompetente(íssimo) Gaspar, Relvas,lógico, e o Canadiano que não me lembro nunca do nome mas tem a pasta da Economia entre outras.
Tudo podia ter sido feito há um ano com calma e sem desgastar Passos Coelho, mas não. A teimosia disléxica é de tal forma que preferem deitar tudo a perder.
Sócrates é e como ele mesmo diz, um animal feroz. E está ferido.
Nunca nos devemos meter diante de um animal selvagem e feroz se ferido de morte.
Ele sabe os podres de todos pois teve bons amigos nas Secretas, remember???
Teve um poder absoluto durante demasiado tempo por culpa de Cavaco que lhe deu uns bons tiros de canos cerrados num famoso prefácio daquela sebenta primária...mas nunca teve tomates,peço desculpa a crueza das palavras mas não sei definir melhor, para o demitir.
Os debates com Coelho foram muito intensos e Coelho prometeu mundos e fundos e nada fez. Sócrates perdeu para esse monte de mentiras e não perdoa.
Sócrates é vingativo.
Toda a gente o sabe.
Tem tiques de ditador.
Toda a gente o sabe.
A vingança vai ser terrível.
Toda a gente o sabe.
Eu não estarei lá para ver pois andei 8 anos a mudar de canal para não ouvir a voz dele, imagine-se se me ia dar ao trabalho de ouvir uma só palavra desse individuo agora.
Depois e afinal tudo o que possa dizer dos outros já eu sei.
Mas muita gente que não sabe ouvirá e digo-o muito seriamente que Portugal nunca mais vai ser o mesmo depois de 2013.
Nem politica nem economicamente.
Que Deus tenha piedade de nós.....

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

O facto de José Sócrates ter colocado o Paulo Ferreira na RTP em 2009 ou 2010 e nomeado o Luís Marinho para a administração em 2008 deve ter contado. Mas nunca o fariam sem a "benção" de Miguel Relvas.