Os comentários a este blogue serão moderados pelo autor, reservando-se o mesmo a não reproduzir aqueles que pelo seu teor sejam considerados ofensivos ou contenham linguagem grosseira.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Uns marcam, outros sofrem (golos...)

POR ESTAR numa reunião que se prolongou até perto das nove e meia, só quando cheguei a casa, por volta das dez da noite, soube da comunicação televisiva de José Sócrates (com um carrancudo Teixeira Santos a seu lado) dando conta de (alguns?) dos principais pontos do acordo estabelecido entre o governo e a famosa "troika". E ainda estava de boca-aberta com a aparente moderação do "pacote" de medidas, quando o meu amigo Luís Cirilo, sempre perspicaz e super-atento aos mais ínfimos detalhes, chamou-me a atenção para o facto da comunicação do primeiro-ministro ter sido feita exactamente no intervalo do Barcelona-Real Madrid que a RTP estava a transmitir e que meio-País estava a assistir. De facto, como dizia o Luís, temos um chefe de governo que, se lhe convém, até faz o papel de "cheerleader", aquelas meninas jeitosas que costumam abrilhantar e "encher o olho" dos espectadores nos intervalos dos jogos. E o que me preocupa é que enquanto Sócrates corre, dribla, passa, desmarca-se, remata e vai fazendo uns golitos, tendo ainda tempo para fazer de "cheerleader", há quem neste "jogo" apenas e só ande para aí a meter golos na própria baliza. É triste, mas é verdade...

1 comentário:

aires disse...

Tambem não entendo como tal é possivel...

mas é realidade nosso país , 2011...

abraço