Os comentários a este blogue serão moderados pelo autor, reservando-se o mesmo a não reproduzir aqueles que pelo seu teor sejam considerados ofensivos ou contenham linguagem grosseira.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Mário Soares: para bom entendedor...


COINCIDÊNCIA OU não, Mário Soares elegeu o "Diário de Notícias" (propriedade da Controlinveste, alvo recente de uma recomposição accionista em que um empresário angolano e um familiar do actual Presidente da República assumiram posições de controlo…) para no seu artigo semanal, publicado ontem, afirmar certeiro: "Os jornalistas, cada vez mais dependentes dos patrões, deixaram de dizer o que pensam - como antes faziam - para agradar ao que julgam pensarem os patrões". Como diz um amigo meu, em linguagem militar isto assemelha-se a um "pre-emptive strike", que é como quem diz "um ataque preventivo" ou, melhor, que Soares está a jogar pelo seguro.
Aliás, quem nos últimos tempos tenha estado particularmente atento a alguma evolução editorial, tanto no "DN" como na TSF, já notou que existe ali alguma "adaptação" aos novos ventos que naturalmente já começaram a soprar desde lugares tão díspares quanto Luanda, Belém ou Estoril… 

5 comentários:

miguel vaz serra disse...

Amigo ZPF
Isto ainda me deu mais arrepio...

"O TEMPO E A MEMÓRIA
A caminho da ditadura
por MÁRIO SOARES
Na conferência que fez em Leiria, Rui Rio disse que a democracia em Portugal - com o atcual Governo - estava a ser paulatinamente destruída e a caminho da ditadura. Com efeito, infelizmente, assim é. Nada se passa que seja transparente, no essencial, as medidas tomadas são escondidas ou estropiadas. Os partidos da coligação não se entendem e quando falam dizem coisas contraditórias. O próprio Banco de Portugal parece estar, cada vez mais, ao serviço do Governo. Numa palavra, estamos cada vez mais dependentes do Governo - e este da troika - e os portugueses, na pobreza extrema em que se encontram, percebem muito bem o que está a acontecer. Por isso gritaram na Aula Magna: "Não pagamos, não pagamos."
Por isso, o Governo e o Presidente da República não podem sair à rua sem serem vaiados e enxovalhados. Sucede que a Justiça praticamente não existe e as personalidades que roubam estão impunes.
É triste que tudo isto aconteça. Muito triste. Mas como tenho avisado, o pior está para vir. É, ao que parece, inevitável e perigoso. Oxalá me engane."

Atrevido diz: "Sucede que a Justiça praticamente não existe e as personalidades que roubam estão impunes."
Ó Dr.Soares...ai estão estão...O PS que o diga....

miguel vaz serra disse...

E já agora falando da impunidade que o Dr.Soares menciona, li este artigo sobre o seu novo amigo de trincheira,que tanto criticou,Sócrates.
http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=3593540
Diz a saloia iminência que "as constituições existem para prevenir os excessos" em momentos de excepção e "para dizer a quem governa quais os limites".
Mas parece que a mesma não serviu para prevenir a ditadura que ele implantou durante 6 anos em que afastou tudo e todos que se lhe metiam à frente,não preveniu de nos endividar até à medula passando dos 80 mil milhões que deixou Pedro Santana Lopes para 200 mil milhões em tão só 4 anos, não serviu para parar todas as alegadas negociatas dos Face Oculta( na altura o Diário de Notícias dizia "Escutas a Sócrates são "bomba-relógio" no 'Face Oculta'"),Freeport e por aí fora, não serviu para prevenir que nos levasse à banca rota nem serviu para prevenir que ele Sócrates assinasse com a Troika este memorando nefasto para depois sair de fininho e ir para Paris viver alegadamente à custa da mãezinha duma forma faustosa e rir-se dos que por cá deixou na miséria física e emocional. Este gajo tira-me do sério e os media que lhe dão eco ainda mais....é nojento.

António Cunha disse...

Não estarei certamente tão atento quanto Miguel Vaz Serra a este tipo de "tricas" que a ribalta da política se esforça e se esmera em isolar e emploar no sentido de contribuir para que as Pessoas se vão transformando, cada vez mais, em meros animais acenadores de cabeças ou voltadores de costas. Mas daí até deduzir que o Soares vê e tem em Sócrates o seu "novo amigo de trincheira" parece-me sinceramente exagerado. A ver vamos, pois o tempo corre agora dada vez com mais força e as "surpesas" vão começar a brotar...!!!

miguel vaz serra disse...

Caro António Cunha
Se a nova amizade de Soares com Sócrates passa por ser uma mera "trica" então a coligação Portas/Passos é outra,bastante cómica até.
Soares andou com ele ao colo na apresentação do livro,falou e berrou bem alto.Enalteceu a qualidades "Universitárias" do tipo e a sebenta que Alegre "ajudou" a escrever sobre a tortura.
Imagine-se...Alegre que votou contra, enumeras vezes, a ordens de Sócrates dadas ao grupo parlamentar quando o outro era PM,que acabou por recusar fazer parte das listas dele e saiu da AR por culpa do mesmo....e Soares que concorreu contra Alegre(aliás todo o PS)nas presidenciais, todos juntos e aos abraços à volta do "salvador" retornado da cidade da luz envolto na mais tenebrosa escuridão.
Claro que não podemos esquecer as duas presenças escandalosas,Noronha do Nascimento, ex-presidente do Supremo Tribunal de Justiça, que ordenou a destruição das escutas a José Sócrates, e Pinto Monteiro, ex-procurador-geral que cumpriu a ordem. Tricas?
Eu acho mesmo que mais claro não pode ter ficado a quem tinha a ilusão da dúvida!!!!

miguel vaz serra disse...

Amigo ZPF
Ainda no PS....
Um antigo deputado do mesmo,ferrenho do filósofo,claro,escreveu hoje isto no FaceBook:
"O PS e António José Seguro impuseram ao Governo um importante conjunto de medidas na Reforma do IRC, beneficiando as pequenas e médias empresas. É bom para a economia e para a criação de empregos. Ainda bem que assim foi!"
A minha óbvia pergunta é:
António José Seguro já não faz parte do PS nem é o Líder e portanto quem tem a última palavra nas decisões tomadas??????
É que isso de "O PS e A.J.S impuseram blablabla" parece que o homem é um Independente ou membro de outro Partido.
Aqui para nós É.