Os comentários a este blogue serão moderados pelo autor, reservando-se o mesmo a não reproduzir aqueles que pelo seu teor sejam considerados ofensivos ou contenham linguagem grosseira.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Perguntar não ofende

ALGUÉM QUE prezo bastante enviou-me há dias um e-mail contendo algumas sugestões de perguntas a propósito dos investimentos efectuados por Cavaco Silva e outros membros da sua família em acções da SLN. Por julgá-las oportunas e estranhar que ainda ninguém as tenha colocado, aqui ficam as seis perguntas. Pode ser que inspirem alguém...

1) A quem é que Cavaco Silva e a filha compraram, em 2001, 254 mil acções da SLN, grupo detentor do BPN?

2) Como e porquê foi fixado o preço de 1 euro por acção?

3) De que forma foram pagas? Por transferência bancária, por cheque ou em cash?

4) E quem, dois anos depois, comprou a Cavaco Silva e à filha as acções?

5) Porque decidiu Cavaco Silva vendê-las? Não tendo elas cotação no mercado, à priori não seria de esperar realizar mais-valias.

6) Como foi fixado pela SLN o valor do preço de compra, com uma taxa de lucro bruto para o vendedor de 40 por cento em dois anos?

1 comentário:

Karocha disse...

http://infamias-karocha.blogspot.com/