Os comentários a este blogue serão moderados pelo autor, reservando-se o mesmo a não reproduzir aqueles que pelo seu teor sejam considerados ofensivos ou contenham linguagem grosseira.

sábado, 27 de setembro de 2014

Obviamente... António Costa!


NOS TEMPOS em que a minha "costela soarista" se sobrepunha a qualquer outra, andei pelo Partido Socialista - estamos a falar na década de 70, em pleno PREC e ainda nos tempos dos primeiros governos constitucionais, era Mário Soares primeiro-ministro. Talvez esse meu "passado" contribua para que hoje, não sendo militante ou sequer simpatizante socialista,  não consiga deixar de acompanhar com grande preocupação o que se passa naquele partido desde há uns meses a esta parte e em que uma guerra pelo poder entre António José Seguro e António Costa atingiu níveis inimagináveis. Isso - por esse meu "passado"... - e também porque também sou dos que crê convictamente que um Partido Socialista forte é crucial para o regime e "estanca" o crescimento à esquerda (pelo menos aparentemente…) de alternativas folclóricas, inconsequentes e quase sempre criadas à volta de figuras supostamente messiânicas e de existência fugaz. 
Conheço os dois Antónios, o segundo bastante melhor que o primeiro - o que me permite até, convenhamos,  logicamente conhecer-lhe mais defeitos a ele que ao actual líder. Politicamente considero Seguro mais fraco que Costa - o que também, convenhamos, e dadas as minhas afinidades partidárias (se é que ainda as tenho…), levar-me-ia a preferi-lo ao actual autarca de Lisboa - mais estruturado, sólido e actuante, enfim mais capaz de se afirmar como alternativa ao actual governo. 
Mas apesar disso, mesmo estando eu claramente do outro lado da "barricada", confesso que estou a torcer para que amanhã António Costa vença as primárias socialistas que, mais que um candidato a primeiro-ministro, definirão quem liderará o partido nos próximos anos. Por uma única e simples razão: quero um Partido Socialista forte, o que só ocorrerá com a vitória de Costa. Se porventura Seguro ganhasse as eleições de amanhã, as feridas seriam tão profundas entre os socialistas que a cisão seria inevitável e, mais tarde ou mais cedo, o PS diluir-se-ia e se enfranqueceria, concedendo assim a aventureiros e oportunistas um espaço que eu prefiro ver ocupado por quem e como esteve até agora.

5 comentários:

Joaquim Amado Lopes disse...

Duvido seriamente que António Costa, que mais não tem do que oratória demagógica e populista, possa alguma vez tornar o PS forte. Quanto muito menos fraco do que o PSD.

E os líderes partidários são sempre líderes a prazo. Se António José Seguro ganhar as eleições de amanhã e perder as legislativas do próximo ano, será rapidamente substituído por outro líder a prazo.

Uma cisão do PS apenas garantiria que os PS's que daí resultariam ficariam afastados do poder por muitos e longos anos. E os socialistas (particularmente os soaristas e socretinos) são demasiado calculistas para o arriscarem, principalmente quando a liderança do PS pode estar sempre ao virar da esquina.

Não tenho a mínima simpatia pelo PS (depois da Lei da Cópia Privada, também nem pelo PSD) nem por António José Seguro mas as últimas semanas demonstraram que, apesar de merecer totalmente o epíteto de Tó Zero, ainda consegue ser o menos mau dos dois.

opjj disse...

Caro, venha o diabo e escolha. Nenhum tem capacidade para governar um país. Lembrar que ACosta já foi 2º durante 6 anos e 4 anos com maioria.Que reformas deixou?

Miguel Vaz Serra disse...

Amigo ZPF
Infelizmente tenho que dar o braço...Tens razão.
Costa é melhor para o PS que Seguro, mas não o é para os Socialistas,tu me entendes.
Muitos adeptos do Ditador sul-americano,Sócrates (Não,não me enganei.É o que ele é.) pensam que vão ver a luz do dia com Costa no poder...
Tão enganados.
Costa tem um carácter tão ou mais forte que Sócrates,se bem que não é um corrupto, e quando estiver no poder e o começar a centralizar,só vai haver lugar para os seus.
Nem Sócrates vai meter a mão no Partido como tem feito até agora com Seguro e só por isso digo que Costa é melhor para o PS que Seguro, mas não para os Socialistas.
Seguro está muito mais perto da essência profunda do Partido Socialista que tu conheceste,creio.
É como o PSD de agora e o PPD de outrora.
Para mim é outro Partido.
Manteve a sede no mesmo sítio, as Contas Bancárias nos mesmos Bancos mas o Partido é outro totalmente distinto.
Acercou-se um pouco ao PPD com Manuela Ferreira Leite e mais ainda com Santana Lopes,mas desviou-se logo a 180º depois das saídas dos dois.
Passos Coelho acabou com o Partido.
O PSD de hoje é igual ao PS de Sócrates.
Hoje mesmo li a notícia escandalosa do que a Ministra da Justiça provocou com a sua falta de neurónios.

Na "Visão" leio:
"Justiça adiada.
Chamaram-lhe a reforma do século. E pode vir a ser - mas pelas piores razões. Quase um mês depois da entrada em vigor do novo mapa judiciário, o sistema está paralisado"
(Ler mais: http://visao.sapo.pt/justica-adiada=f796677#ixzz3Ebq0wjjw)

É difícil adiar algo que não existe,bem sei,mas já vamos na segunda demissão que não acontece neste Governo.
Num Estado de Direito,esta Senhora já estava em casa há 2 meses!
A língua mais viperina do PSD, a senhora que mais criticou tudo e todos dentro do Partido,como se ela fosse a personificação da ética,do trabalhador,da perfeição,só tem feito porcaria.
Teixeira da Cruz tem sido um cancro dentro do Governo,uma incompetente e uma vergonha internacional.
Nenhuma empresa estrangeira confia na Justiça Portuguesa (porque é nula) e esta senhora ainda veio fazer pior.
Penso que o que temes é inadiável.
Novo Partidos idóneos no Centro e na Esquerda moderada para acabar com os Portas,os Passos,os Sócrates da vida são mais que nunca necessários.
Portugal precisa de gente honesta e capaz.

Miguel Vaz Serra disse...

Amigo ZPF
"El primer presupuesto de la Casa del Rey que gestionará íntegramente Felipe VI, el del ejercicio de 2015, se congelará con respecto a este año y se quedará en 7,78 millones de euros, la misma cantidad asignada para 2014 a la Corona"
(Rei e família!!!!)
lê-se em:
http://www.rtve.es/noticias/20140930/presupuesto-casa-del-rey-se-congelara-2015-se-quedara-778-millones-euros/1019929.shtml
Como todos sabemos,contas feitas, Cavaco gastou uma média de DEZASSEIS MILHÕES E TREZENTOS MIL EUROS ao ano, desde que foi "para lá".
É lamentável,para não dizer escandaloso e pornográfico, que um senhor sozinho,gaste MAIS DO DOBRO que uma família inteira,mas mais ainda se o senhor vive numa República com 9 milhões de habitantes e a família num País de 45!!!mais ainda se o ordenado mínimo da República é de 400 e tal euros e o do País da família é de quase 800!!!!mais ainda se os reformados da República passam fome para poder viver com menos de 200 euros ao mês.......
Nunca gostei da República mas começo a pensar que esta está mesmo podre!

miguel vaz serra disse...

Amigo ZPF
"Há um nome que passou pela carreira diplomática, como embaixador "político", que sempre mereceu o meu maior respeito, uma figura moral e um grande homem de cultura, cuja acção diplomática trouxe um evidente contributo para a defesa e promoção dos interesses de Portugal, nos quatro postos onde desempenhou funções." escreveu Francisco Seixas da Costa em 2011.
Hoje lembrei-me do Embaixador Fernandes Fafe.
http://duas-ou-tres.blogspot.co.uk/2011/12/fernandes-fafe.html
Um forte abraço

(já agora quero dizer que Marina Silva acabou de perder qualquer hipótese de ser Presidente.
"Marina Silva afirma que em seu governo não poderá haver casamento gay".
http://www.meionorte.com/noticias/politica/marina-silva-afirma-que-em-seu-governo-nao-podera-haver-casamento-gay-258037
Mesmo que se pense,NUNCA se diz uma barbaridade dessas no Brasil)